CORONAVIRUS x E-COMMERCE (2020)

“Em uma pesquisa com 304 varejistas, conduzida pelo Digital Commerce 360, encontrou muita confusão, incerteza e uma perspectiva muito mista entre os varejistas. 

Uma minoria considerável (38%) espera que as vendas do comércio eletrônico subam um pouco ou significativamente por causa do coronavírus. No entanto, a maioria antecipa que suas vendas de e-commerce serão estáveis ​​ou diminuirão.

A pesquisa, entretanto, expressa preocupações de varejistas sobre a cadeia de suprimentos e a demanda do consumidor. Questionados sobre o que estão fazendo para responder ao coronavírus, 20% disseram que estão “tomando uma ação agressiva”, 44% disseram que estão “tomando alguma ação” com o que há por vir, e os 36% restantes estão “aguardando” para uma melhor abordagem.”

(Março 2020, ECOMMERCE BRASIL)


Este post tem como objetivo te auxiliar neste momento difícil para a população. Sabemos que o impacto na saúde mundial aos poucos tem se refletido nos negócios, aqui vão ser listados conteúdos de canais de comunicação confiáveis e dicas para se preparar.

COMPORTAMENTO INTERPESSOAL

Devido a quarentena e aumento de casos de infectados no país, as pessoas estão dentro de suas casas e evitando aglomerações, com isso encontramos muitos comércios físicos de portas fechadas ou vazios. Essa pode ser uma oportunidade imediata para alavancar as vendas por canais digitais, pois existe a necessidade de reposição de alguns produtos e este seria o canal mais seguro, neste cenário o que será comum: aumento da demanda e falta de estoque ou matéria prima para entrega de produtos, isso tem muita relação com as importações que aos poucos estão paralisando.

 

ORGANIZAÇÃO INTERNA 

Hoje em dia por mais que as empresas tenham estoque físico, eles são limitados por um período específico de dias, um volume para suprir a demanda até que uma  nova remessa de mercadoria chegue ao centro de distribuição. Esse é um comportamento padrão para as empresas e agora o cenário mudará um pouco. Sua próxima remessa de produtos pode atrasar ou o fornecedor pode parar as fabricações. Você pode estar pensando: como eu posso me precaver desta situação? Como não parar as vendas?

Aqui vão algumas dicas:

  • Não dependa de um único fornecedor - Mesmo que você trabalhe com alguém de confiança, imprevistos acontecem, tenha um backup sempre que precisar.

  • Expanda seu estoque - Não sabemos quando tudo irá voltar ao normal, tenha estoque para se manter por alguns meses, lembre-se que o valores podem aumentar com o decorrer dos dias

  • Capital de giro e caixa - Sabemos que após este período caótico, as fábricas irão retornar à rotina normal, mas neste caso terão muito pedidos, e podem priorizar os pedidos daqueles que podem pagar a mais pelo serviço. 

  • Se blindar contra problemas futuros - o seu negócio precisa mudar, então monte uma estratégia para diminuir os impactos em casos de futuros imprevistos.

A instabilidade de tudo que está ocorrendo é a maior preocupação de todos, muitas pessoas são afetadas e não sabemos até quando isso pode durar.

Sabemos que o período não é fácil. Agora é hora de se organizar, trazer segurança aos funcionários e se preparar para os demais meses. Nós vamos te auxiliar no que for preciso! 

Fontes de pesquisa 

Leia mais detalhes sobre o tema, acesse os canais abaixo: 

Coronavírus e e-commerce: realidade complicada
https://www.ecommercebrasil.com.br/noticias/coronavirus-e-e-commerce-realidade-complicada/

Coronavirus muda hábitos de consumo pelo mundo
https://dcomercio.com.br/categoria/negocios/coronavirus-muda-habitos-de-consumo-pelo-mundo

Coronavírus No Brasil E O Impacto No Comércio
https://www.youtube.com/watch?v=NWnxU2HKfm8

Como minimizar o Impacto do Coronavírus no Ecommerce
https://ecommercenapratica.com/coronavirus-impactos-no-ecommerce/

Receba dicas no seu email sobre como aumentar suas vendas nos marketplaces

Izabella Bernardo

Izabella Bernardo

Deixe o seu comentário